A tradicional corrida de Birgu com Jesus ressuscitado

No domingo de Páscoa acontecem mais procissões em Malta. Logo após a missa da manhã, por volta das 10h, os católicos se reúnem para percorrer as ruas das cidades com a estátua da Ressurreição de Cristo.
Minha professora havia me dito para acompanhar a procissão na cidade Birgu, pois esta é uma das poucas cidades que mantém a tradicional corrida com a estátua de Jesus ressuscitado.
Peguei um ônibus de Swieqi para a capital Valetta e de lá um outro ônibus rumo a Birgu. Cheguei bem no final da missa e peguei a estátua sendo levada para as ruas. A cidade estava toda decorada com muitas bandeiras do país e diversas faixas vermelhas, estas últimas para simbolizar o sangue de Jesus. Além das decorações das ruas, muitos habitantes também colocam bandeiras nas janelas de suas casas. Por todos os lados muitas famílias, barracas de doces e sanduíches. Os malteses amam doughnuts e em toda festa você encontra barracas vendendo essas delícias. O que acho mais interessante das barracas de comidas é que eles deixam uma amostra de cada um dos itens do cardápio exposto.
Depois de beliscar algumas coisas, fui acompanhar a procissão. Como sempre, havia uma banda marcial tocando e puxando a multidão de fiéis e anunciado a passagem da imagem de Jesus Ressuscitado. A estátua que foi criada por Salvu Psaila em 1833 é enorme e pesadíssima. Atualmente, a estátua utilizada é uma réplica da original. Sinceramente, não sei como aqueles homens aguentam carregá-las. No caso de Birgu, além de erguer a estátua, estes homens correm pela cidade com ela apoiada em seus ombros. Já pensou? Eles correm alguns metros, param, descansam e voltam a correr até dar uma volta por toda Birgu.
Mas engana-se quem pensa que esta tradição tem a ver com religião. Tudo começou quando o primeiro governador britânico de Malta, Thomas Maitland, criou uma lei que determinava um tempo limite para as procissões e caso esse tempo fosse excedido os fiéis pagavam uma multa. Para evitar isso, eles passaram a correr com a estátua e assim conseguir percorrer o máximo de ruas possíveis dentro do tempo permitido.
Depois que a lei deixou de existir, eles mantiveram as corridas que se transformaram numa tradição que diverte todos os visitantes durante a procissão de Birgu no domingo de Páscoa.
Depois da procissão, todos se reúnem pelos bares próximos à praça central pra beber e comemorar. Os malteses também se reúnem para um almoço em família e troca de ovos de chocolates e o tradicional figolla, bolo típico dessa época. Acompanhar tudo isso de perto foi uma experiência muito bacana. É emocionante e bonito de ver a devoção, fé e amor que elea tem por Jesus.

20120409-013245.jpg

20120409-013106.jpg

20120409-013054.jpg

20120409-013029.jpg

20120409-013038.jpg

20120409-013047.jpg

20120409-013019.jpg

20120409-012838.jpg

20120409-012957.jpg

20120409-012922.jpg

20120409-012943.jpg

20120409-013117.jpg

20120409-013125.jpg

20120409-013134.jpg

20120409-013223.jpg

20120409-013335.jpg

20120409-013238.jpg

20120409-013231.jpg

20120409-013258.jpg

20120409-013252.jpg

20120409-013305.jpg

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: