Bora seguir o www.borapramalta.com.br, gente!

Passei por aqui só pra lembrar vocês que agora todo o conteúdo aqui do Bora, assim como os novos posts você encontra no

 www.borapramalta.com.br

Bora acompanhar, comentar e compartilhar! =)

Anúncios

Foto do Dia: mapa ilustrado

A foto de hoje é também uma boa dica. Este é um mapa ilustrado da Landmark que, eu apesar de ter GPS no celular, usei bastante. Comprei na livraria Chaucer’s no shopping Bay Street em Paceville e me custou € 3,50.

Transfer a partir de 7 euros em Malta

Foto: Divulgação

Quando fechei meu pacote com a escola, achei melhor já fechar o transfer do aeroporto para o hostel, pois tinha receio de pegar um taxi lá na hora. E com isso desembolsei 20 para a escola mandar um motorista me buscar. E esse valor era apenas para a ida. A volta eu achei melhor deixar para depois. Eu tinha certeza que existia alguma maneira mais barata.

E eu estava certa, um dia recebi um folheto e nele dizia “transfer para o aeroporto a partir de 7 euros”. Um belo dia uma amiga que mora na Irlanda foi me visitar e avisei ela sobre esse transfer, ela pesquisou na internet, achou o link e contratou o serviço. Foi tudo tranquilo, tanto na ida quanto na volta.

Algumas pessoas usavam o ônibus de Malta mesmo e pagavam só €1,50. Eu detestava ter que pegar esse ônibus, pois sempre que precisei dessa linha fosse pra ir ou voltar do aeroporto, sempre tive dor de cabeça. Ficava aflita, pois demorava pra caramba. Isso quando não aparecia e eu tinha que pegar táxi privado, caso contrário perderia o voo. Tudo bem que isso aconteceu bem na época da troca do transporte público em Malta. Quando eles substituíram a frota antiga pelas novas e a Arriva passou a operar por lá, a ilha virou um caos. O bacana é que os ônibus de lá tem alguns espaços para você colocar a bagagem. Mas mesmo assim, já pensou eu e 3 malas pesando uns 70 kg  dentro de um ônibus? Sem chance, né?! hahaha

Enfim, depois que minha amiga foi cobaia, e deu tudo certo, aí sim, eu passei a usar o transfer.  hahahahahaha =P Brincadeiras à parte, eu adorei e super recomendo. Mas lembre-se, a opção mais barata não é como táxi. É uma van que passa em diversos hotéis e busca o povo. Por isso, esteja ciente que é um transfer compartilhado que você está contratando. Confira mil vezes se está escrito Shared transfer quando estiver agendando, ok?!  Eu morava em Swieqi, bem pertinho da minha escola, então pedia para me pegarem lá. Esse percurso custava € 8 por trecho, se eu quisesse ida e volta era € 16, mas o valor varia de acordo com a cidade. Ao que parece, em baixa temporada tem até promoção para duas pessoas por € 8. Mas isso é só você consultar no site, tem tudo lá e você pode fazer tudo online, agendar, pagar. É só clicar aqui em Malta Airport Transfer.

Ah! Existem outras empresas que prestam esse tipo de serviço em Malta, que eu não usei, mas que devem ser boas também. Por exemplo, a Malta Transfer que tem até uma promoção para grupos com tarifas a partir de € 5 por pessoa. Se você conhece algum, coloque aqui nos comentários que eu atualizo, essa lista, ok?!

Aplicativo gratuito com guia turístico e mapa interativo de Malta

Tenho uma dica super útil pra quem vai visitar a ilha e tem Iphone ou Ipad. Na App Store tem algumas opções gratuitas que você pode baixar e vão super te ajudar a conhecer e se virar melhor pela Malta.

Hoje, vou falar de dois que eu usava muito por lá, o Visit Malta e o Culture Guide, ambos desenvolvidos pelo Governo maltês. Toda vez que eu saia, checava o app pra ver o que tinha de interessante por perto de onde estava. O mapa do Visit Malta é ligado ao GPS e com isso você pode usá-lo como guia, pois ele te acompanha e te mostra em tempo real, onde você está e o que tem por perto. Um dia alugamos um carro para conhecer a ilha esse app ajudou muito. Fui navegadora e  guia turística da galera. hehehehe

Vale muito a pena! Quer saber o nome da Igreja que está a sua esquerda? Ele te diz. Em que ano foi construída? Tá lá também. Telefone para contato, site? Tem também. Monumentos históricos, templos, restaurantes, bares, hotéis, praias, postos de gasolina, caixas eletrônicos e muitos mais. É bem completinho e como é em inglês, você aproveita pra treinar o idioma, né?!

É uma mão na roda. Boa parte do app funciona sem internet. Mas quando tem links externos como site da empresa, aí você precisa estar conectado via 3G ou wifi. Eu era cliente pré-pago da Vodafone, pagava 3 euros por semana e tinha 3 GB. Além disso, em Malta tem diversos lugares de acesso wifi gratuito, o próprio aplicativo te mostra onde tem. Restaurantes e bares a maioria é grátis. Mas você também encontra praças e parques com wife free. Que maravilha, né?! =)